terça-feira, 19 de julho de 2016

Informativo URGENTE

Mediante acordo entre os professores, foi combinado que amanhã, quarta-feira, 20/07 não haverá aula, pois estarão em reunião discutindo os problemas dos servidores em geral, sendo que a reposição de aula deste dia será no próximo sábado 23/07. Todos os representantes de classe estão convidados a participarem da reunião pela manhã às 7:30hs e à tarde às 13:30hs no CETEP. Líderes de classe repassem a informação Gestora: Dinoelma Moura

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Informe FOPTEC

Mediante a alteração na data da FOPTEC para os dias 26 e 27 de Agosto, vocês terão um pouco mais de tempo para avançar com os projetos, campanhas e preparo de oficinas. O Banner não é fator prioritário para as apresentações dos projetos, mas se tiverem extrema necessidade, estaremos recebendo os arquivos de textos e imagens dos Banners até o dia 29 de julho. De 08 a 12 de agosto todos deverão encaminhar os projetos com seus respetivos resumos. Observação: Quem não concluiu, deverá enviar os documentos solicitados com a observação "EM ANDAMENTO". José Valdo S. Bezerra Coordenador da FOPTEC

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Atenção Estudantes

I WORKSHOP EM FISIOLOGIA VEGETALNA REGIÃO SUBMÉDIO DO VALE DO SÃO FRANCISCO 20 a 23 de julho de 2016 19hs às 22hs Local: Auditório ACM da UNEB DTCS- Campus III E-mail: nupedtcs@yahoo.com.br Telefone: (74) 3611-7362/ 7363

Atenção Estudantes

Minicurso Produção de Hortaliças Orgânicas 15 de julho 2016 CRAD/ Univasf, Petrolina-PE Inscrição: R$ 20,00 Inscrição e maiores informações: http://cursoscaatinga.wix.com/meusite (87) 9 8841-0414

terça-feira, 5 de julho de 2016

Atenção Estudantes que participaram dos Jogos Escolares

Pegar hoje ainda, 05/07/2016 Documento de Autorização de Uso de Imagem e Voz para os pais assinarem, pois a professora necessita entregar amanhã com urgência no NRE-10. Procurar documento na Secretaria Estudantes: Alisson, Eric, Odilon, Vitor, Marcus, Tiago Araujo, Wesley, Danilo, Tiago Ferreira, Caliel, Jeferson, Vicente e Mateus. Divulguem a informação Grata: professora Ana Cristina

segunda-feira, 4 de julho de 2016

INFORMATIVO

Mediante negociação com alguns funcionários que retornaram ao trabalho, só será possível retornar as aulas na quarta-feira 06/07/2016, pois na terça-feira estarão limpando a escola. Mais uma vez agradecemos a compreensão de todos. Gestora Dinoelma Moura

Solicitação da permanência do Professor Almerico Bionde na Superintendência da SUPROF

Educação Profissional Estratégia para o Desenvolvimento Sócio Econômico Territorial. O pensamento jurídico liberal em conjunto com a formação oferecida pelos jesuítas e a base de produção assentada no trabalho escravocrata, levou a relação entre educação escolar e trabalho para segundo plano no Brasil, ou seja Educação Profissional. Institucionalizado à partir da República no Governo de Nilo Peçanha a Educação Profissional era voltado para os desvalidos, assim, vista como uma política de caridade e não de formação humana, até mesmo no período de processo de industrialização do país nos meados dos anos trinta continuamos com a dualidade educacional escolar uma formação para as elite outra para os desvalidos “os abandonados pela sorte”. No Estado da Bahia o forte da Educação Profissional, ou profissionalizante como era a denominação, ocorreu nos anos setenta arregimentada pela lei 5692/71 caracterizado pelo momento político que vivenciávamos, implementou a profissionalização compulsória. Foi nesse período que surgiu as Escolas Agrotécnica voltadas para a formação de técnicos agrícolas para atender a política de industrialização da agricultura e sedimentar o papel do Brasil na divisão internacional do trabalho como exportador de commodites, resguardando dualidade educacional que marca educação brasileira. Com a redemocratização política do país, esse quadro não mudou e na Bahia nos anos noventa foi marcado pelo período crítico da Educação Profissional com o sucateamento das Escolas Agrotécnica abandonadas a própria sorte sem estrutura alguma para uma formação profissional, e uma organização institucional reduzida a um departamento de educação profissional na estrutura da Secretaria de Educação – SEC. Com a chegada do Partido dos Trabalhadores com a eleição de Jaques Wagner no Estado, no ano de 2008 é criada a Superintendência de Educação Profissional do Estado da Bahia - SUPROF, sobre a coordenação do Professor Dr. Antônio Almerico Biondi Lima, que traz uma outra concepção de formação de trabalhadores e trabalhadoras, dando ênfase ao trabalho como uma ação constituinte do ser. No mesmo ano referido o Governo do Estado adota a política Territorial como forma de Desenvolvimento do Estado e a SUPROF assume esse compromisso com a Educação Profissional como estratégia para esse fim. Nesse período as antigas Escolas Agrotécnica são transformadas em Centros Territoriais, e são criados os CEEPs - Centros Estaduais, bem como as unidades compartilhadas de ensino, dando oportunidade de reestruturação dos mesmos, tanto pedagógico, quanto financeiro. Essa criação não representou somente uma questão conceitual, mas uma nova concepção filosófica de base epistemológica voltada para formação integral do ser. Atualmente temos na Bahia setenta e um Centros de Educação Profissional e noventa e duas unidades compartilha de formação profissional, a Educação Profissional se faz presente nos vinte e seis Territórios é a segunda maior Rede de Educação Profissional do Brasil. Percebemos que a maior ousadia do Professor Almerico reside na busca de implementação de um Sistema Estadual de Ensino na Educação Profissional , ousadia essa que se materializou com o curso de formação em Metodologia do Ensino na Educação Profissional oferecido a todos os educadores que atuam nesse segmento, bem como, um curso de pós-graduação voltado aos Gestores que atuam nos Centros e Unidades compartilhadas, além dessa base pedagógica os Centros e Unidades passaram por uma revolução na suas infraestruturas com ampliação de salas de aulas e construção de laboratórios . Em fim a permanência do professor Almerico não é uma defesa de um nome, mas a defesa de Educação Pública de qualidade que supere a dualidade histórica que marcar o processo da educação profissional brasileira. É nesse sentido que nós, Gestores, Professores, Estudantes e servidores administrativos dos CETEPs e CEEPs do Norte da Baia, vimos através deste, manifestar o nosso mais veemente apelo ao Ilustríssimo Sr. Secretário da educação e ao Exmo. Sr. Governador da Bahia, para que seja mantido no cargo de Superintendente da educação Profissional da Secretaria de Educação da Bahia, o professor Antônio Almerico Biondi, pelo papel relevante e histórico que representou e representa para a Educação Profissional no nosso Estado, onde todos os dados confirmam o grande legado que o professor, como timoneiro desse processo, tem deixado para a Bahia. Esperamos contar com a sensibilidade política e o entendimento pedagógico histórico que estamos vivendo na EP, tanto do Sr. Secretário, como do Sr. Governador, para o atendimento da nossa reivindicação, sabendo que muito ainda teremos que avançar. Como diz o poeta: “Se muito vale o já feito, mais vale o que será”. Abaixo Assinamos: